domingo, 31 de outubro de 2010

O verdadeiro significado do Halloween



A Origem Pagã


Halloween, ou como conhecido “dia das Bruxas, infelizmente é comemorado todo dia 31 de outubro principalmente pelas cranças de todo planeta, que são inocentes e nada sabe sobre o que está por trás disto. Nos Eua, até os adultos vão ao trabalho vestido a caráter. Fantasias de monstros, vampiros, caveiras, cultura essa que se infiltra no Brasil a cada ano. O que poucos sabem é o verdadeiro significado. A palavra “Halloween” significa “dia da colheita”, que nada mais é do que a celebração máxima de louvor ao Satan(por parte dos satanistas do mundo inteiro). O filme colheita maldita é, por exemplo, baseado no significado oculto da festa halloween. Isso seria uma forma de fazer com que as crianças cheguem até o satanás, pois é incentivado por professores e pais. Outro ponto é que, em 31 de outubro, é celebrado o sabbath no alto satanismo. Até 1517, o sabbath satânico era comemorado em todo 9 de março. Desde de então essa data mudou para 31 de outubro. VocÊ sabe o que ocorreu em 1517? Martin Lutero te lembra algo? Nesse dia, 31 de outubro de 1517, Lutero iniciou na Alemanha uma reforma da Igreja e publicou 95 teses denunciando a contaminação da Igreja Medieval. Lutero teve acesso as escrituras sagradas. Os cultos eram feitos em latim, para dificultar o entendimento do povo e somente os altos sacerdotes da Igreja podiam ler as escrituras Bíblicas. Lutero teria lido e publicado que só por meio da fé que se chegaria em Jesus Cristo, não por pagamento de indulgências à Igreja ou agoração as relíquias da Igraja na época. Lutero seria considerado um impecílio para Satanás que tinha a Igreja contaminada como ele queria. Como vingança, o alto satanismo passou a comemorar o Sabbath em 31 de outubro, no mesmo dia que Lutero publicou suas 95 teses.


Origem Católica


Desde o século IV a Igreja da Síria consagrava um dia para festejar "Todos os Mártires". Três séculos mais tarde o Papa Bonifácio IV († 615) transformou um templo romano dedicado a todos os deuses (Panteão) num templo cristão e o dedicou a "Todos os Santos", a todos os que nos precederam na fé. A festa em honra de Todos os Santos, inicialmente era celebrada no dia 13 de maio, mas o Papa Gregório III(† 741) mudou a data para 1º de novembro, que era o dia da dedicação da capela de Todos os Santos na Basílica de São Pedro, em Roma. Mais tarde, no ano de 840, o Papa Gregório IV ordenou que a festa de Todos os Santos fosse celebrada universalmente. Como festa grande, esta também ganhou a sua celebração vespertina ou vigília, que prepara a festa no dia anterior (31 de outubro). Na tradução para o inglês, essa vigília era chamada All Hallow’s Eve (Vigília de Todos os Santos), passando depois pelas formas All Hallowed Eve e "All Hallow Een" até chegar à palavra atual "Halloween".


Hoje em dia


Se analisarmos o modo como o Halloween é celebrado hoje, veremos que pouco tem a ver com as suas origens: só restou uma alusão aos mortos, mas com um carácter completamente distinto do que tinha ao princípio. Além disso foi sendo pouco a pouco incorporada toda uma série de elementos estranhos tanto à festa de Finados como à de Todos os Santos.

Entre os elementos acrescidos, temos por exemplo o costume dos "disfarces", muito possivelmente nascido na França entre os séculos XIV e XV. Nessa época a Europa foi flagelada pela Peste Negra e a peste bubônica dizimou perto da metade da população do Continente, criando entre os católicos um grande temor e preocupação com a morte. Multiplicaram se as Missas na festa dos Fiéis Defuntos e nasceram muitas representações artísticas que recordavam às pessoas a sua própria mortalidade, algumas dessas representações eram conhecidas como danças da morte ou danças macabras.


A celebração do 31 de Outubro, muito possivelmente em virtude da sua origem como festa dos druidas, vem sendo ultimamente promovida por diversos grupos neo-pagãos, e em alguns casos assume o caráter de celebração ocultista. Hollywood fornece vários filmes, entre os quais se destaca a série Halloween, na qual a violência plástica e os assassinatos acabam por criar no espectador um estado de angústia e ansiedade. Muitos desses filmes, apesar das restrições de exibição, acabam sendo vistos por crianças, gerando nelas o medo e uma idéia errônea da realidade. Porém, não existe ligação dessa festa com o mal. Na celebração atual do Halloween, podemos notar a presença de muitos elementos ligados ao folclore em torno da bruxaria. As fantasias, enfeites e outros itens comercializados por ocasião dessa festa estão repletos de bruxas, gatos pretos, vampiros, fantasmas e monstros, no entanto isso não reflete a realidade pagã.

Acredite no que quiser, pois o importante não é a celebração em si, mas a sua intenção por trás dela. Se sua intenção é apenas se diverti, não precisa se preocupar se vai estar adorando ou não o “Satan”. Tudo isso é bullshit.


Bom Halloween!!!







2 comentários:

  1. Adoroo halloween este ano eu e meus colegas iremos organizar uma enorme festa de hjalloween aqui na nossa cidade \o/ I love zumbis montros vampiros e tudo mais e que se dane se tem um siginificado satanico \o/

    ResponderExcluir